O avanço tecnológico estabeleceu e consolidou novos formatos de consumo. Uma das consequências desse movimento foi o crescimento das lojas virtuais, os chamados e-commerce. Por isso, estamos aqui para conversar sobre a acessibilidade digital para sites.

Mesmo em constante crescimento, este segmento segue negligenciando uma parcela importante da população, as pessoas com deficiência. Para você ter uma ideia, em 2021, o segmento dos e-commerce cresceu 72% em faturamento, segundo pesquisa. No entanto, menos de 1% dos sites de ecommerce são realmente acessíveis para pessoas com deficiências..  

Parcela essa de pessoas que representam 17 milhões de brasileiros, de acordo com o IBGE.

Ficou interessado sobre o assunto? Então confira!

Acessibilidade digital para sites: a tecnologia assistiva

O primeiro passo para tornar seu site acessível para pessoas com deficiência é compreender as leis vigentes e ferramentas disponíveis para isso, como as tecnologias assistivas (TA). Desde a constituição Brasileira à Lei Brasileira de Inclusão, todos os indivíduos têm o direito garantido de acesso à informação e comunicação. 

Assim, as TAs têm objetivo de assegurar e promover, em condições de igualdade, o exercício dos direitos e das liberdades fundamentais da pessoa com deficiência, visando à sua inclusão social e cidadania.

No entanto, ainda existe um abismo entre o que se pede na lei e o que se cumpre nas empresas. Para se ter ideia, segundo dados do Web para Todos, menos de 1% dos sites brasileiros possuem características de acessibilidade, mesmo havendo recursos disponíveis para sanar tal problema.

O termo denomina não só tecnologia em si, como toda metodologia, técnica e boa prática realizada na promoção de inclusão e acessibilidade a pessoas com deficiência.

Para o Comitê de Ajudas Técnicas (CAT), “tecnologia assistiva é de característica interdisciplinar, que engloba produtos, recursos, metodologias, estratégias, práticas e serviços que objetivam promover a funcionalidade, relacionada à atividade e participação de pessoas com deficiência, (…)”.

Acessibilidade digital para sites x usabilidade

Quando falamos em acessibilidade digital referimo-nos a um site que não tenha barreiras de acesso a nenhum usuário. O termo pode ser facilmente confundido com usabilidade, mas há diferenças. Você sabe quais são?

A usabilidade é um conceito que se relaciona à capacidade de o site ser de fácil uso, em que o visitante consiga atingir seus objetivos naquela página de forma prática e rápida. Um site com usabilidade, por exemplo, deve ter o menu de informações bem visível.

Já a acessibilidade diz respeito à possibilidade de todas as pessoas terem condições de acessar o conteúdo do site, independente de possuírem limitações físicas ou não. Nesse caso, o conteúdo deve ser acessível para cegos, por exemplo, que precisam de apoio sonoro para compreender o que está sendo exibido na tela.

Assim, um bom site consegue reunir as duas categorias: acessibilidade e usabilidade.

Por que a acessibilidade digital para sites é importante no seu e-commerce?

Com o crescimento da população  no Brasil, é importante que as lojas e empresas, assim como todo serviço público ou privado, observem e contemplem os mais diferentes públicos e também seus canais de comunicação, atendimento e vendas. 

A comunidade de pessoas com deficiência ainda enfrenta obstáculos de acesso, como a leitura de um texto ou a visualização e audição de um vídeo promocional, que podem ser facilmente resolvidos com uma tecnologia assistiva

Assim, a acessibilidade deve assegurar a experiência de navegação e consumo a todos os visitantes. Como benefícios para o negócio temos:

1- Aumento das vendas

Evidente que ao ampliar a possibilidade de consumo para novos públicos, as tornam potenciais clientes de um site que se preocupa com suas limitações e busca meios de compensá-las, tornando seu conteúdo inclusivo para todos.

2- Agrega valor à empresa

No mercado, ter um site acessível agrega à imagem da empresa o valor de uma organização inclusiva, o que pode ser enaltecido e valorizado por todos os clientes, deficientes ou não. Isso torna-se uma vantagem competitiva.

3- Boa experiência de consumo

Além de se tornar um site democrático, a acessibilidade digital melhora substancialmente a jornada de consumo, que usualmente tem experiências frustrantes quando o assunto é compra online. Com um site inclusivo, a empresa tem mais engajamento e fidelização do público que hoje quase não são entendidos por e-commerces.

Principais barreiras para sem ultrapassadas

A principal barreira a ser modificada para que a empresa torne-se acessível é a cultura organizacional. Isso porque é preciso estabelecer políticas inclusivas que norteiam não só o conteúdo do site, mas o serviço de atendimento e toda a ponta da loja e de comunicação com o consumidor.

Assim, consideram-se dificuldades nesse processo a falta de conhecimento sobre as diferentes formas e graus de deficiência, bem como comportamentos capacitistas da equipe responsável pela manutenção e gestão do site e da equipe que faz o atendimento.

Nesse caso, importa conhecer o público que se quer atingir e as características dele para melhorar a experiência de acesso como um todo. Os surdos, por exemplo, contam com diferentes níveis de surdez e isso resulta em necessidades e soluções que podem variar.

Outro impasse na transformação do site é o custo que se pode ter. Em alguns casos, a mudança poderá ser estrutural, o que vai pedir mais investimento. Porém, se pensarmos nas vantagens que o site acessível pode trazer ao negócio, esse custo logo será retornado.

Como sua loja virtual pode se preparar?

Por mais que pareça uma mudança estrutural e de custo alto, tornar o site acessível pode ser mais simples do que se imagina. Como mencionamos, a falta de informação sobre aspectos da acessibilidade digital é  o principal entrave nessa mudança do produto.

Assim, basta pesquisar sobre boas práticas e empresas que fornecem serviços que promovem acessibilidade, para uma acessibilidade digital e descobrir que as adequações não são onerosas como se imagina.

Aqui, vamos citar as principais adaptações que podem ser realizadas em um e-commerce.

1- Descreva as imagens do seu site

Treine sua equipe para incluir a descrição de toda imagem no site, tanto das existentes quanto das que virão. É importante criar esse hábito, pois já existem ferramentas de tecnologia assistiva que fazem a leitura da descrição, caso esteja disponível.

Ideal para consumidores cegos que precisam conhecer detalhes do produto que pretendem adquirir.

2- Acessibilidade digital para sites E Conteúdo em Libras

Se seu site utiliza vídeos com exposição de produtos e serviços, certifique-se de disponibilizar janela de Libras, além da legenda para surdos.

Isto ajuda a incluir todos os tipos de surdos, dos mais leves que têm domínio da língua portuguesa aos mais severos que só dominam a língua de sinais, por exemplo.

3- Hierarquia de Cabeçalhos

A organização do texto em títulos e subtítulos facilita não só a leitura e a estratégia SEO, como auxilia a ferramenta que faz leitura de tela para o indivíduo com alguma deficiência. Assim, um texto com essa estrutura poderá ser melhor compreendido pela pessoa que vai acessá-la via leitor de tela.

4- acessibilidade digital para sites e boas práticas de Design

Pense ainda no tamanho das fontes para facilitar a leitura, bem como nas cores utilizadas que devem estar em contraste para que quem tenha baixa visão, por exemplo, possa ler sem dificuldade. Identifique textualmente todo elemento visual utilizado no site. 

Preparado para tornar o seu conteúdo mais inclusivo?

Pudemos perceber que tornar seu site acessível não é tão difícil quanto parece e é uma possibilidade que só agrega valor e pode aumentar ainda mais as vendas da empresa, o que nos faz constatar que os quase 100% de sites brasileiros não possuem acessibilidade por falta de conhecimento e preocupação com a causa. 

Em uma sociedade onde quase 17 milhões de pessoas possuem algum tipo de deficiência, negligenciar essa comunidade é não só perder credibilidade, como perder potenciais clientes.

Gostou do texto? Descubra agora se sua empresa é realmente inclusiva.

https://conteudo.icom-libras.com.br/sua-empresa-e-realmente-inclusiva

outros posts

Solicite uma demonstração agora

Cadastre-se para receber a versão demo do app do ICOM

Nossa localização

Rua Serra de Botucatu, 1197  Tatuapé – 03317-001
São Paulo/SP

Contato

(11) 2360-8900

Fale com a gente

contato-icom@ame-sp.org.br

Baixe o app